Como o alemão entrou na minha vida e razões para estudá-lo

Como o alemão entrou na minha vida - Foto dentro do post

É engraçada a história de como o alemão entrou na minha vida de uma hora para outra e como foi quase inevitável me interessar pelo idioma. Diria que a história toda começou em  2014, quando decidi mudar de profissão. Estava insatisfeita com a área de jornalismo, minha primeira formação. Meu pensamento e coração começaram a me direcionar para o aprendizado das línguas.

Comecei a pensar sobre qual idioma escolher e o alemão foi a minha primeira ideia. Claro que, depois, teve um longo caminho de indecisões e hesitações, mas essa língua era a que não saía da minha cabeça e as razões são muitas: o alemão não é uma língua muito falada no Brasil, logo, é um diferencial; muitas boas empresas alemãs e austríacas possuem filiais brasileiras, o que gera oportunidade de empregos; ao menos a Alemanha, possui várias bolsas de estudos para estudantes de outros países; há a possibilidade de ser professor ou tradutor de alemão no Brasil, já que não há muitos; aprender outro idioma, além do inglês, amplia sua capacidade de comunicação e, por consequência, sua qualificação profissional.

Sim, há muitos motivos para aprender alemão! Bom, em 2015, decidi fazer o vestibular para o curso de Letras da Universidade de São Paulo, estava desempregada e teria mais tempo para os estudos. Estudei muito, mesmo assim, não fui muito bem na última prova. Contudo, passei na última lista de chamada! Na USP, o primeiro ano de graduação possibilita apenas o estudo da língua portuguesa e, no segundo ano, há a possibilidade de escolher um segundo idioma. Logo, eu teria um ano para tomar a decisão. Pensei em inglês e espanhol, além do alemão; mas estava com receio, pois todo mundo dizia que a língua é difícil e “blá, blá, blá”.

Com tantas dúvidas no ar, veio o “xeque-mate” para a minha decisão. No Carnaval de 2016, conheci um austríaco que falava inglês e, olhe só, alemão também. Alguns meses depois, ele se tornaria meu namorado! A princípio, não lembrava que o alemão era a língua oficial da Áustria, mas comecei a juntar as peças e percebi que o alemão era a língua que eu deveria escolher sim! Eu enxerguei essa situação como um modo da vida me dizer: “Escolha o alemão!”. Depois disso, optei pelo idioma como segunda língua para estudar na universidade e, após um tempo, você já sabe a história. Me mudei para Viena!

Conclusão: acho que se o universo te dá várias pistas sobre o que você deve fazer, siga a sua intuição, seu coração e faça! Seja no aprendizado, viagens ou em qualquer outro departamento da vida. Às vezes, as coisas parecem impossíveis, mas elas só precisam de um pouquinho de amor e atenção para se tornarem realidade, isso também vale ao aprender um idioma.

Gostou do post? Caso sim, curta a página no Facebook e Instagram: @descubraalingua e se inscreva no canal do Youtube.

Bis bald!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s