Nova ortografia: é preciso encarar – Parte 1

Nova_ortografia_e_preciso_encarar_Parte_

 

O início do uso da nova ortografia coincidiu com a minha entrada na faculdade de jornalismo. Lembro que fiquei com muita raiva por ter que aprender outra forma de escrever simplesmente por causa de uma legislação. Mas, com o tempo, aceitei e, hoje, é o básico para qualquer profissional ou estudante, principalmente, se sua área estiver relacionada com educação, produção de conteúdo ou comunicação.

Como tudo que é necessário estudar: o que leva à perfeição é a prática. A dica é, antes de tudo, conheça todas as regras, depois, comece a tentar lembrá-las na hora da produção do texto, em caso de dúvida, use as ferramentas.

Um recurso que eu adoro é o Volp (Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa). Ele é uma fonte super segura e, se a palavra não estiver correta, simplesmente não aparecerá. Há ainda o Aulete, no qual, se você escrever a palavra errada, ele vai indicar a forma certa. Ainda farei muitas publicações sobre a nova ortografia, mas, para estreia, seguem alguns casos de palavras que representam boa parte das mudanças que foram feitas:

Dia a dia – Palavras compostas que, entre seus termos, têm elementos de ligação (pronome, artigo e preposição) não exigem mais a utilização do hífen, exceto em casos específicos.
Uso adequado: No dia a dia, sempre enfrentamos dificuldades.
Exemplos semelhantes: passo a passo, mão de obra, dona de casa.

Microempresa – O hífen caiu para palavras como micro-empresa, que possuem prefixos com duas sílabas terminados em vogal. Porém, em algumas situações, pode ocorrer um fenômeno diferente. O hífen aparece quando o segundo termo é iniciado por “h” ou vogal idêntica à última do prefixo (alguns exemplos são micro-ondas, anti-horário, contra-ataque).
Uso adequado: A partir do ano que vem, ele terá uma microempresa. 
Exemplos semelhantes: sociopolítico, autoaprendizagem, semianalfabeto.

Voo – Os acentos circunflexos foram eliminados das palavras terminadas em “oo(s)” e dos verbos finalizados em “eem”.
Uso adequado:  O voo de asa-delta é muito perigoso.
Exemplos semelhantes: enjoo, veem, leem.

Corresponsável – Todas as palavras derivadas que possuem o prefixo “co” não apresentam mais hífen.
Uso adequado: Você será apresentado ao corresponsável do projeto amanhã.
Exemplos semelhantes: coprodução, coabitar, cofundador.

Gostou das dicas? Que tal fazer uma consultoria de textos e melhorar a sua escrita? Para mais informações, clique aqui.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s